Projetos apoiados pelo Núcleo


museu antropologico160x160
Ação educativa no museu antropológico da UFG.

O objetivo deste projeto é investigar as ações educativas propostas pelo Museu Antropológico da UFG nos últimos dez anos e qual sua contribuição no que se refere à mediação da relação museu/comunidade.

[+] Detalhes sobre o projeto
Aplicação das novas tecnologias da informação em museus goianos

Considerando as novas propostas para a área da museologia, este estudo tem como objetivo analisar, de que maneira as novas tecnologias da informação têm sido aplicadas aos museus localizados no estado de Goiás e como têm sido utilizadas no desenvolvimento de  estratégias de comunicação entre tais instituições e o seu público.

[+] Detalhes sobre o projeto
Diagnóstico museológico e planejamento: gestão de museus e o desafio do método

A pesquisa integrou o doutoramento em Museologia que pretendeu elaborar uma metodologia para a realização de diagnósticos museológicos. Em seu decorrer foi ganhando novos contornos e buscando também contemplar a gestão de museus e o planejamento, temas tão caros quanto lacunares na produção brasileira.

Com a conclusão do doutoramento e publicação da tese, agora podemos articular esta produção inicial com aprofundamentos teóricos e práticos que sejam propostos por alunos e outros pesquisadores, abrindo o projeto à participação de outros interessados em aplicar e testar a matriz proposta para diagnóstico e planejamento, mas também tratar de interfaces com outras discussões apresentadas na mesma.

[+] Detalhes sobre o projeto

Entre a memória e a história: os exilados da velha república

A pesquisa tem por objeto discutir a formação de uma memória política construída em torno do evento-estruturante Revolução de 1930. A princípio interessa discutir a perspectiva das elites derrotadas e sem espaço de interlocução política. A representação da revolução de 30, momento de passagem para o Brasil moderno, condenou a experiência política da Primeira República ao esquecimento. A Constituinte de 1934 reabriu o espaço político para o pensamento liberal. O novo pacto constitucional representou um momento de adaptação do liberalismo às demandas centralizadoras, mas permanecia a prevalência do poder dos estados.  O golpe de 37 frustrou as expectativas liberais, reordenando de forma efetiva a cultura política republicana. A constituinte de 1934 e a de 46 foram momentos cruciais para avaliação da experiência política republicana. O passado se transformou em arena de disputa entre distintos projetos políticos. A pesquisa sobre os exilados envolve, portanto, o conjunto de representações políticas que avaliaram uma nova temporalidade marcada pela presença de Getúlio Vargas. Nessa direção interessa o diálogo entre memória, história e historiografia na formulação de uma consciência histórica. As representações, portanto, transitam no fluxo do tempo ganhando sentido diverso na busca de sentido para o presente, mas ainda assim demarcam a presença de vestígios e rastros de um passado que se atualiza por meio de linguagens diversas. O debate político nas constituintes, a presença da memória, o papel da imprensa e a reflexão historiográfica são suportes para a elaboração de uma cultura histórica para onde convergem distintas representações do passado.

[+] Detalhes sobre o projeto
NEAP
Imagens e relatos de um sertão desconhecido: organização e tratamento técnico do acervo de Acary de Passos Oliveira

Imagens e relatos de um sertão desconhecido: organização e tratamento técnico do acervo Acary de Passos Oliveira, foi elaborado e é coordenado por Rosani Moreira Leitão e Gustavo Oliveira Araújo, respectivamente coordenadores de Antropologia e de Museologia do Museu Antropológico. O objetivo desta pesquisa é organizar e tornar público um importante acervo do professor, sertanista e primeiro diretor do Museu, Acary de Passos Oliveira, constituído de fotografias, slides, correspondência e diários de campo, recentemente doado ao Museu por uma de suas filhas, Ana Cristina Delgado de Oliveira.

[+] Detalhes sobre o projeto
RIO 2013 946
Kanaxywe e o mundo das coisas Karajá: patrimônios, museus e estudo etnográfico da coleção – William Lipkind do Museu Nacional, (RJ)

O projeto tem como foco principal de atuação o estudo etnográfico de uma coleção de objetos Karajá realizada em 1938 e 1939 pelo antropólogo estadutinense William Lipkind e que faz parte do acervo do Museu Nacional, Rio de Janeiro. Entre os objetivos do projeto destacam-se: propiciar aos Karajá um reencontro com seus objetos e saberes e mediar usos da coleção do Museu Nacional; produzir uma etnografia desse reencontro.; construir uma exegese com os Karajá sobre os objetos da coleção privilegiando narrativas míticas, eventos históricos, etnociência, processos técnicos e estéticos e políticas patrimoniais. e avançar na produção de conhecimento no contexto etnográfico Karajá de uma antropologia dos objetos e contribuir para a formação acadêmica de novos pesquisadores.

[+] Detalhes sobre o projeto
Santa efigênia capa
Realeza Negra

O objetivo do projeto é produzir uma etnografia a respeito das representações sociais de uma comunidade afrobrasileira localizada num dos morros da cidade de Ouro Preto, tendo como viés de análise os processos evocativos das memórias por meio de suas narrativas, expressões museais, representações e gestão de seu arquivo, objetos sacros e da festa de Santa Ifigênia.

[+] Detalhes sobre o projeto

Tratamento técnico e disponibilização do acervo iconográfico e documental do Museu Antropológico da Universidade Federal de Goiás

O projeto tem como meta principal organizar e disponibilizar a especialistas e comunidades interessadas parte do acervo documental do Museu Antropológico. Espera ainda a integração entre o Museu e a área acadêmica, possibilitando aos alunos da graduação, especialmente da área da Museologia, a aplicação prática dos conhecimentos apreendidos em sala de aula.

[+] Detalhes sobre o projeto